-->

PUB

PUB

Publicada por / terça-feira, 11 de abril de 2006 / 10 Comments /

BLOCO DE NOTAS


- Estou apaixonado por este disco. MARISA MONTE sempre foi a minha "diva brasileira"" de eleição. Fiquei enfeitiçado pela sua voz doce e cristalina quando algures em meados de 90 escutei pela primeira vez o magnífico "Verde, Anil, Amarelo, Cor de Rosa e Carvão". "INFINITO PARTICULAR", a mais recente obra-prima da cantora, oferece-nos mais um punhado de pequenos diamantes em formato canção. "Vilarejo", "Levante", "Infinito Particular" e "A Primeira Pedra" são só algumas das canções mais belas que escutei este ano. Pela parte que me toca, está encontrado um dos discos do ano.
- Faço minhas as palavras do Nuno Galopim publicadas no seu Blog Sound+Vision a propósito do álbum de estreia dos SHE WANTS REVENGE. Realço as seguintes passagens: "Depois de uns Interpol, Editors ou The Killers devia estar ultrapassada a preguiçosa tendência para dizer “soa a isto” (para “isto” igual a Joy Division)… "É preciso ser génio em ruptura para justificar que lhes escutemos os discos? Não me parece… Assim como não precisamos de revoluções todos os dias…". Nem mais. Não podia estar mais de acordo. Podem ler o texto na íntegra aqui.
- É absolutamente vergonhoso o preço a que se encontram à venda as novas edições remasterizadas dos álbuns "Speak And Spell", "Music For The Masses" e "Violator", dos DEPECHE MODE. Com alguma boa vontade, ainda se consegue compreender os quase 25 Euros que nos são pedidos pelas edições Especiais em "digipack" dos referidos discos, pois estas sempre trazem um SACD e um DVD com extras. Agora, considero um roubo, um escândalo, os 20 Euros que são pedidos pelas edições normais em CD destes 3 discos. 2o Euros? Por 3 discos que sairam há mais de 15 anos e que nem sequer incluem os extras das edições originais?!?! Não me gozem! É a isto que se chama "dinheiro fácil"! Pega-se em discos com quase duas décadas, aplicam-se alguns melhoramentos no som, uns pequenos retoques no "artwork", acrescentam-se um textos de ocasião e...voilá, tomem lá mais do mesmo e passem para cá o dinheirinho! Os fãs que paguem a crise. São este tipo de manobras oportunistas e imorais que fazem com que os consumidores e melómanos sintam cada vez menos remorsos por fazer downloads de música ilegais em larga escala. Preços destes são um incentivo à pirataria.
- "WITHOUT FEATHERS", o novo álbum dos THE STILLS é uma autêntica desilusão. Uma nulidade do princípio ao fim. Não há uma canção que consiga destacar pela positiva. A banda de "LOGIC WILL BREAK YOUR HEART" esforçou-se tanto para mudar que acabou por despojar da sua música todos os elementos que a tornavam sedutora. É uma pena. Venha o próximo...
Share This Post :
Tags :

10 comentários :

Marcus disse...

Permita discordar, em relação a Marisa. "Universo ao Meu Redor", o disco lançado simultaneamente a "Infinito Particular", é bem melhor. Um disco de sambas-canção calcado na herança musical da Portela, escola de coração da cantora.

"Cor de Rosa e Carvão" é realmente uma masterpiece, mas o trabalho de Marisa é muito irregular. Ao contrário de autênticas divas, como Gal Costa, Maria Bethânia e Elis Regina, que correram riscos e fizeram discos que rompiam com os cânones estabelecidos em suas respectivas épocas, Marisa sempre foi no seguro, uma MPB ("música popular brasileira") que agrada a todos e não incomoda ninguém. Um tanto inofensiva, a meu ver.

João disse...

Gostava só de sublinhar o meu acordo com o que se refere relativamente aos preços dos Cd's. Infelizmente, os Depeche Mode são apenas mais um caso. Aliás, uma conhecida multinacional francesa que chegou a apregoar preços baixos, e que actualmente domina o mercado nas grandes cidades - cheira-me que dava um caso de estudo para a Autoridade da Concorrência -, tem centenas de discos (muitos deles com décadas) em redor desse valor (20€). Depois, admiram-se que haja pirataria... até na feira da Ladra, onde cheguei a comprar discos novos por 2400/2500$00, hoje o normal são os 15/16 euros.

O Puto disse...

É lamentável que se aproveitem da iniciativa da Mute, uma independente de renome, para fazerem €€€. Vergonhoso! Eu não compro CD's acima de 20€ (a minha barreira psicológica), salvo raras excepções que o justifiquem (edições especiais ou de luxo, discos duplos, etc.). Felizmente no Porto ainda há algumas lojas alternativas que têm mais e melhor oferta que esse comilão francês.

Quanto aos Stills, é como o coração nas mãos e uns olhos húmidos que leio essa apreciação, amigo Astronauta. :( Resta-nos o consolo de ouvir mais uma vez "Logic Will Break Your Heart". Pelos vistos foi o que lhes aconteceu.

O Puto disse...

É lamentável que se tenham aproveitado da iniciativa da Mute, conceituada independende, para encherem os bolsos. Nunca pago mais que 20€ (é a minha barreira psicológica) por um CD, salvo raras excepções devidamente justificadas (edições especiais ou de luxo, discos duplos, etc.). Felizmente no Porto ainda existem algumas lojas alternativas ao gigante comilão francês que garantem bons preços e uma oferta vasta.

Quanto aos Stills, é com o coração nas mãos e os olhos húmidos que li a tua apreciação, amigo Astronauta. Resta-nos escutar mais uma vez "Logic Will Break Your Heart", pois foi isso que eles fizeram. :(

O Astronauta disse...

Amigo Puto, não vás por mim. É bem possível que até gostes do disco...Eu, se calhar, é que queria algo que desse continuidade a "Logic Will Break Your heart"...Não foi o que aconteceu!

Embirrante disse...

Completamente de acordo em relação à Marisa, Astronauta. Para ela, e APESAR de ser Brasileira, sempre abri uma excepção (que me desculpem os que acham que as Betânias e quejandos é que são as divas!). E também foi precisamente o "Verde, Anil..." o culpado: primeiro por causa da música "Enquanto isso" (com a Laurie Anderson) e depois por todas as outras.

gonn1000 disse...

Então mas os CDs novidade não custam 8 euros e qualquer coisa??? eheheh

andalsness disse...

Bom, do princípio da sua nulidade, ao fim da sua nulidade, sempre existe. foi feito. não apenas tocado, criado. e, isso sim, é obra.

velvetsatine disse...

Comprei recentemente o Violator por cerca de 8 euros assim como o Playing the Angel. O que acho curioso é a oscilação de preços de loja para loja e tal como tu acho um escândalo CDs com 15 anos e mais a 20 euros qd actualmente estão a ser re-editados com uma série de mariquices. Go figure.

skl disse...

Boas.

Tenho ouvido falar imenso dos ultimos dois albuns da Marisa. Infelizmente, ainda nao os encontrei 'a venda aqui na Polonia. Bem, acho que os vou juntar a outros cds que estao para chegar tal como o dos X-Wife.

Bem, boa musica.

http://musicplpt.blogspot.com

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License