-->

PUB

PUB

Publicada por / domingo, 2 de julho de 2006 / 11 Comments /

[OFF-TOPIC]: FUTEBOLICES


Todos sabemos que a Inglaterra é superior a Portugal em muitos aspectos. Em áreas como a música, a arte, o design gráfico, ou o cinema, por exemplo, os nossos velhos aliados britânicos deixam-nos a anos luz. Disso ninguém tenha dúvidas. E, quem tiver, estou certo que não vive neste mundo... Agora, se há matéria onde que os Ingleses ainda têm umas coisinhas a aprender com os "tugas" é a dar uns chutos na bola. Não que eles não tenham bons jogadores: Lampart, Gerrard e Rio Ferdinand estão entre os melhores dos melhores. A questão é que só Figo, Deco, Cristiano Ronaldo e Ricardo Carvalho valem, cada um deles, os três ingleses juntos. E isso, caros amigos, já ficou por mais de uma vez demonstrado. Claro que para os arrogantes "bifes", essa é uma realidade que lhes custa admitir. Afinal, os "brits" julgam-se sempre os melhores, superiores a tudo e todos (ao contrário de nós...). Apesar de só uma vez terem ganho um Campeonato Mundial, e de uma forma bastante dúvidosa e polémica, como todos sabem, os Ingleses sempre se viram a sí próprios como uma super-potência futebolistica (pois, esqueci-me de dizer que o marketing também é um ponto forte desta gente). Quando, na realidade, nunca o foram. Super-potências são o Brasil, a Argentina, a Alemanha e até a Itália, selecções que venceram Campeonatos Mundiais e também Europeus (no caso das equipas Europeias, está claro...) por mais de uma vez. E não os pobres Ingleses que, apesar de passarem sempre da primeira fase, nunca chegam longe e regressam sempre a casa com aquele ar de quem foi eliminado injustamente. Têm piada, os rapazes.
Quanto ao jogo de ontem, uma vez mais, ganhou a melhor equipa, aquela que, por tudo o que fez neste Mundial, merecia chegar às meias-finais. É verdade que ontem não estivemos ao nosso melhor nível. Como se previa, Deco e Costinha fizeram muita falta naquele meio-campo. Os Ingleses tinham a lição bem estudada e surpreenderam pela forma concentrada e empenhada como defenderam e contra-atacaram. Mostraram respeito e receio pela equipa nacional. O que só lhes ficou bem. Depois, bem, depois Rooney (um jogador banal que os "bifes" querem transformar no novo Pelé...) deixou bem claro quem era afinal violento e "caceteiro". Aquela pisadela ao Ricardo Carvalho até me deu arrepios. Adivinhem porquê. Pois. O "gorduchinho" foi muito bem expulso. Pensava-se que a partir daí o ataque de Portugal iria sufocar a defesa inglesa., mas não foi o que aconteceu devido em grande parte à (conhecida) ansiedade dos jogadores portugueses em querer fazer tudo depressa demais. Com um pouco de mais calma (e pernas), talvez tivéssemos evitado tanto sofrimento. Vieram então os inevitáveis "penalties" e depois foi o que se viu: Ricardo mostrou a quem ainda tinha dúvidas (só um cego as poderá ter...) que não é o nº1 de Portugal por acaso. É, desde há vários anos, o melhor guarda-redes Português. E quem o afirma é um Benfiquista. Defender 3 penalties num Campeonato de Mundo daquela forma, não está ao alcance de qualquer um. Ricardo, uma vez mais, carimbou o passaporte dos "bifes" de regresso a casa. Que chatice. Outra vez Ricardo. Outra vez os Portugueses. Outra vez nos quartos-de-final. Isto já começa a ser praga. Agora, é vê-los a atirar as culpas para cima do Rooney e do Cristiano Ronaldo por este, supostamente, ter pressionado o árbito a mostrar o cartão vermelho ao "gorducho"! Mas...com uma falta daquelas, era preciso o Ronaldo pressionar o árbito? Eles que tenham juizo...Para os Ingleses, já se sabe, quando as coisas não correm de feição, tem de haver sempre um "bode expiatório". São incapazes de reconhecer a superioridade de um país pobre e pequenino como o nosso (embora honrado, pois a honra é o pouco que nos resta, certo?). E isso irrita-me. Muito. Saber perder é bonito quando se perde bem. E os Ingleses ontem, apesar de terem sido
uns dignos vencidos, pela forma briosa como se bateram, mereceram perder. Abandonaram a competição na mesma fase em que ficaram pelo caminho a Argentina e o Brasil, dois dos principais eternos candidatos ao título, pelo que não percebo porque os Ingleses vêm esta sua participação na prova como um fracasso. Será por terem sido eliminados por Portugal? Esperavam o quê? Ganhar? Também nós.
Caso Portugal tivesse perdido ontem, só teriamos que ficar orgulhosos da nossa selecção. Chegamos onde muitos "profetas da desgraça" (infelizmente, os mesmos de sempre...) não acreditavam que pudessemos chegar. Se tivessemos perdido frente à Inglaterra, teriamos perdido com honra. Ganhámos, estamos nas meias-finais e agora, tudo pode acontecer.
Segue-se a poderosa França (que bateu um fraco Brasil que nunca convenceu) e mais uma vez vai ser um jogo de sofrimento. Os Franceses são uma equipa experiente, conduzida pelo génio de Zidane e parecem-me bastante unidos e moralizados. Só o melhor Portugal poderá derrotar a França que ontem vi jogar contra o Brasil. Vamos esperar que esse melhor Portugal mostre de novo as suas garras na próxima 4ª feira, até porque temos algumas contas a ajustar com os "bleus". Se perdermos, sairemos de cabeça erguida. Se vencermos, então...o céu é o limite.
Share This Post :
Tags :

11 comentários :

r.b.S disse...

DESTAQUES DE JULHO
....................
No mês em que se comemora um ano de de blog ...::r.b.S::..., aqui ficam alguns destaques para Julho:

Min2Max; DJ Kicks: Four Tet; Kieran Hebden & Steve Reid The Exchange Session; Jimpster; Nordic Lounge Weekend; Burial; Lily Allen...

visitem
http://rbs1.blogspot.com

membio disse...

O Ricardo é mesmo o maior heheh, pouca coisa lhe escapa... tou um bocado com receio da França mas vamos là a ver; FORÇA PORTUGAL :)

rai disse...

Futebol é cultura pop?eh eh eh
abraço e até sexta.

rai disse...

ahhh....dexculpa...só a gora vi o titulo melhor: [offtopic]
já cá não está quem falou...

Menina do Balcão disse...

Pop não vem de «popular»? há alguma coisa mais popular do que o futebol?? Ainda estamos em Portugal!

Extravaganza disse...

Rai, futebol também é Pop, sim!!!

My_Little_Bedroom disse...

Já pensaste nas horas vagas em ires comentar uns joguitos de futebol? Seria melhor que fosses...porque treinadores há (Couceiro na RTP, alguém viu a confusão?) que não o fazem!

Nuno Gonçalves disse...

Essa do Couceiro na RTP foi delirante, parecia ele um bébé privado da sua reconfortante chupeta. Vergonhoso.

Eu sou daqueles que não podia ligar menos ao campeonato nacionale que no entanto vibra imenso com este tipo de competições. E com uma selecção como a nossa a portar-se tão estoicamente é díficil não entrar no frenesim e celebração. Até agora tenho a destacar o Ricardo Carvalho - muitas vezes esquecido mas provavelmente o melhor jogador em campo - Ricardo, Miguel... bem mas para quê destacar individualidades (sim, temos talentos individuais) se o grande segredo desta selecção é mesmo a coesão e o trabalho de equipa. Começa-se já a sentir um nervosinho miúdo para amanhã mas mesmo que percamos há que reconhecer a memorável batalha.

caxolinha disse...

O teu post está 5 estrelas. Muito Bom!!
O Ricardo acertou nas trajectórias de todas as bolas, mesmo da que entrou. Ele é um Senhor.
Agora é preciso acreditar!!

FORÇA PORTUGAL :)

O Astronauta disse...

Obrigado, Caxolinha.

Nuno, não vi essa do Couceiro. Que se passou afinal?

my little bedroom, obrigado pela "sugestão", mas como vício já me chega a música. eh eh

Rui Vieira disse...

Será demais pedir a taça?
O tema não-oficial que nos acompanhou no Euro 2004 nunca fez tanto sentido como agora.
A selecção nacional é composta por jogadores que actuam e fazem diferença nos melhores clubes europeus. O futebol que praticamos é tacticamente legitimo (não vamos jogar de peito aberto para deixar os nossos adversários fazer o que querem) mas é também esteticamente bonito.
Portugal está nas meias finais por mérito próprio e se a França nos quer vencer tem de se aplicar porque esta equipa já provou vender cara a derrota.

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License