-->

PUB

PUB

Publicada por / segunda-feira, 31 de julho de 2006 / 9 Comments /

[OFF-TOPIC]: PENSAMENTOS AVULSO EM TEMPO DE FÉRIAS


- O Algarve em Julho é outro Algarve. As praias não estão ainda a abarrotar, o trânsito não está caótico, há mesas disponíveis em qualquer restaurante ou esplanada e até lugar para estacionar perto de "casa". Uma maravilha. Como se não bastasse, a temperatura da água do mar tem estado uma delícia. O “pequeno-Astronauta” anda eufórico com este seu primeiro contacto s sério com as ondas do mar. Raios partam o puto, só quer estar dentro de água...
- Aproveito estes dias de ócio para por em dia as minhas séries. Depois de alguns episódios a encher chouriços, “Lost” recuperou fôlego e interesse nas últimas semanas. Como espectador e fã da série desde o 1º episódio, confesso-me um pouco desiludido com esta 2ª temporada. Salvo um ou outro episódio, faltou-lhe o ritmo e envolvimento da primeira. Espero que a 3ª temporada seja mais reveladora. Por outro lado, “Invasion” está ao rubro. Sem dúvida, uma das melhores séries em exibição na TV portuguesa. Quanto à 5ª temporada de “24”, que pelo que vi até agora penso que está ao nível da anterior. O que já é dizer muito. Por fim, “Desperate Housewifes”, que continuam a surpreender de episódio para episódio.
- À falta de melhor, resolvi cometer uma loucura e comprar o NME (cada vez mais, o “The Sun” da indústria discográfica britânica) para saber o que entusiasma os “bifes” nos dias que correm. Descobri que os RAZORLIGHT (mais uma daquelas bandinhas medíocres que os inglesinhos adoram colocar nos píncaros...) são a melhor banda do mundo esta semana e que os MUSE estão em vias de ser canonizados pela imprensa musical britânica. Na capa está LILY ALLEN, a tal menina com ar traquina, de apenas 21 anitos, que escreve umas coisinhas com piada no seu blog, mas que apesar de todo o "hype" criado à sua volta, ainda está longe de me cativar. "Smile" é uma boa cançãozinha de Verão, solarenga e descomprometida q.b., mas pouco mais. Fica no ouvido e não chateia, o que já não é mau tendo em conta a quantidade de lixo que por aí anda que até fica no ouvido mas que incomoda, e muito. Sim Kanye West, é de ti que estou a falar...
- Como temia, o concerto dos DEPECHE MODE, marcado para o Alvalade XXI, foi cancelado. Tendo em conta o número de bilhetes que eu sabia que se tinham vendido até meados de Julho, este desfecho era mais do que previsível. Sempre considerei que este concerto estava condenado ao fracasso. Afinal, a banda ainda recentemente passou por palcos nacionais (com bastante sucesso, refira-se..), não compreendo como é que alguém pensou que ia encher um Estádio com cerca de 30 mil almas dispostas a ouvir mais do mesmo (eu até estava disposto...), no final de Julho, com tantas pessoas já de férias e com o bilhete mais barato a custar cerca de 40 Euros. Se tivermos ainda em conta que a oferta de concertos nesta altura do ano é aquilo que se conhece e que as carteiras dos portugueses não andam propriamente recheadas, é fácil perceber que esta história dificilmente teria um final feliz. Infelizmente, houve alguém que não percebeu.
- Os críticos do Público deram nota mínima ao novo “PIRATA DAS CARAÍBAS”, o que me deixou ainda mais em pulgas para ver o filme. Assim foi. E não me arrependi. Esta nova aventura do Capitão Jack Sparrow, uma vez mais protagonizado por um magistral Johhny Depp, aposta na fórmula que garantiu o sucesso do primeiro filme: uma história consistente e bem contada, recheada de muitos e bons momentos de acção, servida por um sentido de humor inteligente e certeiro. Um “blockbuster” à moda antiga. Entretenimento puro para desfrutar sem complexos.
- Enquanto me banho nas mornas águas Algarvias (merecidamente, há que dizê-lo…), bombas e mísseis cruzam os céus do Líbano e de Israel, ceifando vidas inocentes e destruíndo todas as esperanças de paz para uma região que há muito precisa dela.
Queiram desculpar-me, mas a mim, que não acredito em Deus e não confio em religiões, toda esta barbárie faz-me imensa confusão e deixa-me bastante perturbado. Será que Judeus e Muçulmanos estão condenados a viver eternamente de costas voltadas? Será que esta gente ainda não percebeu que vão ter de aprender a viver uns com os outros? Não há volta a dar. Nada disto faz sentido. Nesta história não há santos nem inocentes. Todos são culpados. Quando terminará esta matança? Quando já não houver mais ninguém para matar? Já faltou mais...
- Primeiras impressões sobre o BENFICA de Fernando Santos: nada de novo e de animador. Futebol pouco consistente e esclarecido, meio-campo suave que não pressiona, defesa instável e pouco poder de fogo na frente de ataque. Mantém-se a ineficácia em cantos e o escasso aproveitamento em bolas de cabeça. Extremos não existem. Depois há jogadores que tardam em aparecer (Marcel, Manduca, Nuno Assis), outros que são um equívoco (Alcides) e alguns que demoram a impor-se (Karagounis, Nélson). Rui Costa é o “nº10” que faltava, mas nunca colmatará a saída do Simão. Quanto a Mantorras, o Angolano continua demasiado trapalhão e perdulário, uma sombra de si próprio. Leo, Miccoli e Ricardo Rocha estão no bom caminho. Vamos esperar para ver que Nuno Gomes teremos este ano e o que vale o Mexicano Fonseca. Uma coisa é certa, se o Engenheiro não encontrar a fórmula mágica para por esta gente a jogar à bola, vai ser muito difícil este ano o Glorioso ganhar qualquer das provas em que está envolvido. Como Benfiquista, é óbvio que espero estar errado.
- Infelizmente, e por motivos óbvios, não foi possível marcar presença no LISBOA SOUNDZ. Com muita pena minha pois se estivesse em Lisboa não perderia as actuações dos THE STROKES e SHE WANTS REVENGE, a banda que muitos adoram odiar, embora por motivos que eu considero, na sua maioria, totalmente descabidos. Mas enfim, isso é outra conversa...
Já agora, e ainda propósito dos SHE WANTS REVENGE, uma pequena adivinha: sabem o que andava a fazer o vocalista Justin Warfield em 1995? Ouçam com atenção o tema "Bug Powder Dust" dos BOMB THE BASS e lá encontram a resposta.
NOTA: Textos escritos algures entre os dias 15 e 28 de Julho.
Share This Post :
Tags :

9 comentários :

dinis disse...

são descabidos os motivos para odiar she wants revenge - e não os serão também descabidos para odiar kanye west?

O Astronauta disse...

Calma Dinis,
não odeio o Kanye West. Não lhe dou assim tanta importância.
Quanto aos SWR, quem não gosta deles está no seu direito. Isso não me incomoda absolutamente nada. Agora, pelo que leio e por conversas que tenho tido com algumas pessoas, constato que a maioria daqueles que não gostam deles, não gostam pelos motivos errados. Só isso. E sim, refiro-me aqueles que os vêem apenas como uma banda de "copistas" oportunistas e pouco íntegros. O que me parecem argumentos algo simplistas e absurdos para justificar a embirração por uma banda. Como se o mundo não estivesse cheio de copistas e oportunistas que todos os dias são aclamados como heróis. Enfim...
Abraços. Volta sempre.

dinis disse...

ouvi o disco de She Wants Revenge e vi o concerto no Lisboa Soundz.

não desgotei do concerto e a prestação da banda surpeendeu-me positivamente. em relação ao disco - e por extensão à música que serviu de base ao concerto - acho que lhes posso chamar "copistas". mas o meu problema com eles não é esse - ouço e gosto de uma série de bandas com influências semelhantes.

no caso dos SWR as músicas são chatas e todas bastantes próximas, sem linhas melódicas interessantes e com letras de fugir.

e estes argumentos são válidos para qualquer coisa, seja-se oportunista ou não :)

Spaceboy disse...

"no caso dos SWR as músicas são chatas e todas bastantes próximas, sem linhas melódicas interessantes e com letras de fugir." apoiado. Além de continuarem a serem copistas, que enchem este mundo como muito bem disseste.

O Astronauta disse...

pois, discordo.
penso que é fácil ver defeitos naquilo que não se gosta e muitas vezes não vemos esses mesmos defeitos naquilo que gostamos. Mas é mesmo assim. a música não nos toca a todos da mesma forma e ainda bem que assim é caros amigos, caso contrário viveriamos num mundo muito monótono. a mim, apenas me inquieta a razão porque se embirra com certas bandas apenas porque ... fica bem (calma, não estou a dizer que é esse o vosso caso!)! enquanto outros parece que até as "bufas" que dão cheiram a rosas...E sim, estou-me a lembrar, por exemplo de gente como Tom Yorke, Pj Harvey e outros iluminados.
Dinis, aprecio teres assumido que não gostas dos SWR por considerares "as músicas chatas e todas bastantes próximas, sem linhas melódicas interessantes e com letras de fugir". Mesmo não concordando, é assim que deve ser. Não gostas, não gostas. Eu, por exemplo, detesto o Tom Waits por não suportar a voz do homem. Simple as that! e não há argumentos nenhuns que me façam gostar dele. E não faço o mínimo esforço sequer para gostar só porque fica sempre bem gostar do Tom Waits. Mas também não arranjo argumentos absurdos para denegrir o trabalho do homem. Não gosto dele porque não suporto ouvi-lo cantar e ponto final.
Abraços aos dois. Voltem sempre.

Spaceboy disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Spaceboy disse...

E ainda bem que há gostos diferentes, se toda a gente gostasse do mesmo o mundo era mesmo chato, nem sequer podiamos ter esta conversa agora...Tal como tu não suportas a voz do Tom Waits (que por acaso adoro, mas não é isso que interessa agora), eu não suporto ouvir os SWR, porque além de também achar chato, tudo me soa a um constante déja vu, como se já tivesse ouvido tudo o que ali está por outras pessoas e mais bem feito. Tanto o teu critério, como o meu, são igualmente crediveis para não gostarmos destes grupos.
Além de que como há amores que temos por bandas/musicos irracionais, nem sabemos bem como adoramos tanto aquilo, o mesmo acontece nos ódios, e ainda bem que assim acontece. Abraço.

Anónimo disse...

Ainda em relação ao cancelamento dos Depeche Mode. De facto não sei que número de bilhetes tu já sabias que tinham sido vendidos até ao inicio de Julho, mas continuo a achar que o concerto poderia ter ido para frente se o promotor tivesse tido a "brilhante ideia" de transferi-lo para um local mais pequeno ou quem sabe colocar o palco a meio-campo, ou ainda fazer como no estádio de Anoeta (S.Sebastian) e colocar o palcoa na diagonal virado para a bancada central! Enfim, sempre se haveriam de conseguir arranjar pessoas para encher esse espaço, afinal de contas o Sr.Araujo disse que tinha vendido 11 mil bilhetes. Não era assim tão pouca gente como isso, e com um pouco mais de promoçãzzinha lá se chegaria. Não sei quantas vezes ouviste os 2 ultimos singles dos DM na rádio, mas não deverão ter sido muitas mesmo, talvez até nenhuma, inclusivé na suposta rádio oficial... Enfim, em Portugal já costumamos a estar habituados a sermos tratados como "ralé", pelas empresas que prestam um serviço a clientes. Esta suposta empresa promotora prestou um péssimo serviço ao cliente, não fez regra no acto de compra de que o concerto só se realizaria pra um número determinado de pessoas, e por isso merecia um processo por violação dos direitos do comsumidor. Os fãs que compraram bilhete além do reembolso tinham direito a pedir uma indeminização!

O Puto disse...

Já uma vez levantei a questão: que faço eu, que gosto do Tom Waits, dos She Wants Revenge e do Kanye West? Fico sem argumentos para vos cascar... Eheheh!
Quanto ao Justin Warfield, vou ali buscar o K&D Sessions para atestar.
Desperate Housewives rules!

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License