-->

PUB

PUB

Publicada por / terça-feira, 1 de agosto de 2006 / 7 Comments /

[OFF-TOPIC]: MAIS PENSAMENTOS AVULSO EM TEMPO DE FÉRIAS


- Olho para as capas da Nova Gente, Caras, VIP, TV7 Dias e Lux que ocupam as prateleiras de qualquer tabacaria que se preze e dou comigo a imaginar o seguinte cenário: e se amanhã, de repente, como que por magia, todas estas revistas, a quem chamam de “imprensa cor-de-rosa e do social”, se deixassem de publicar? Que seria feito das Elsas Raposo (a tal que dá uma conferência e imprensa cada vez que muda de namorado ou simplesmente lhe dói a cabeça), Cinhas Jardim, as Pipinhas, os Claúdios Ramos (a “alcoviteira” mais famosa do país) e os Josés Castelo-Branco deste nosso Portugal? Que seria feito de todas essas pseudo-celebridades frívolas, desinteressantes e patéticas que alimentam e se alimentam (literalmente) desse tipo de publicações, que em troca lhes "oferece" um protagonismo que não merecem? Daqui a uma semana, alguém se lembraria delas? Alguém se lembraria delas pela sua competência, talento ou contributo válido e positivo para com a sociedade? Alguém lhes daria a importância e o protagonismo que hoje lhes é concedido? Tenho as minhas dúvidas. Não me entendam mal, ao contrário do que possa parecer, este tipo de publicações e este novo género de “figuras públicas” não me incomoda. E porquê? Por uma razão muito simples: não vivo no mesmo Planeta que estes príncipes e princesas da futilidade. Para mim, toda esta gente existe apenas numa espécie de Universo paralelo feito de tinta e papel. É assim que os vejo, como personagens fictícias de uma foto-novela cujos episódios não costumo acompanhar. É gente que não admiro, não invejo e não exerce em mim qualquer tipo de fascínio ou sequer curiosidade. Não me interessa saber com quem dormem, as discotecas que frequentam, as roupas que usam, as festas a que vão ou as clínicas onde fazem as operações plásticas. Simplesmente, não me interessa, não quero saber. Como tal, é-me absolutamente indiferente a existência ou não de publicações (e também programas de televisão) que dêem vida a essas personagens. Agora, também não tenho dúvidas que este seria um mundo bem melhor se esse género de lixo desaparecesse das bancas. Quanto mais não seja porque sempre se poupava papel e evitava-se abater uns bons milhares (milhões?) de árvores.
Eis o vídeo da música que, de alguma forma, inspirou este post:
ZOOT WOMAN "LIVING IN A MAGAZINE"
Share This Post :
Tags :

7 comentários :

Pedro Figueiredo disse...

o engraçado é que essas pessoas provavelmente diriam o mesmo ao ler a blitz, o Y, a 6ª, etc.

são mundos diferentes, planetas diferentes, certo.

mas é um bocado live and let die. sem pensar muito nisso - a mim não me ofendem grande coisa, estas figuras do jet-7 ou o que quer que se lhe queira chamar.

João disse...

É mesmo como diz o Pedro!
Eles todos babados por estarem nas festas e a pensar que causam inveja... Pelo menos a mim não, não me revejo nessa gente!
Outra parasita é a Maya, acha-se grande por estar no meio das baratas... enfim!

O Astronauta disse...

Olá Pedro,
não me leves a mal o reparo, mas não entendo o paralelismo que pode ser feito entre as revistas cor-de-rosa e as publicações que citas. Acho que um Blizt ou um Y tem objectivos e propósitos bem distintos de uma Caras ou uma Nova Gente. Compreendo que para a maioria dessa gente, que vive nas revistas do social, e que só lêem essas revistas, nem dessem conta do desaparecimento de publicações como o Blitz ou a Y. Não tenho a menor dúvida em relação a isso.

Como referi no texto, essas gente e essas revistas não me incomodam, apenas lamento que se dê visibilidade a pessoas que não o merecem, apenas porque conhecem as pesoas certas e se sujeitam a esta espécie de "prostituição social".
É pena que não se dê a mesma visibilidade a tanta gente com talento que por aí anda, que se mata a trabalhar e raramente obtêm qualquer tipo de reconhecimento.
Mas isto, como eu gosto de lhe chamar, são tudo "pensamentos em voz alta". Embora não perca muito tempo com estas coisas, sou um tipo que gosta de analisar certos comportamentos sociais.
Abraços

Pedro Figueiredo disse...

e fazes bem em analisar esses comportamentos, paulo. : )

o meu paralelismo foi somente para realçar a tua constatação destes "diferentes planetas".

e agora vou ali a meter a gravar o tertúlia-cor-de-rosa do programa da manhã da sic e já venho, eheh.
abraços!

O Astronauta disse...

ah ah ah...compreendido.
1 grande abraço Pedro!

Povd disse...

Afinal sempre gostam da Lili!!!!

Jójó disse...

Concordo perfeitamente com o Astronauta, no entanto, posso dizer que também desfolho essas revistas. Há certos momentos durante um qualquer dia que pedem com que desatemos a rir como se não houvesse amanhã.
É o que me acontece ao desfolhar essas revistas. A parvalheira e futilidade é tanta que só dá para rir.

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License