-->

PUB

PUB

Publicada por / segunda-feira, 22 de janeiro de 2007 / 7 Comments /

BECK EXPANDIDO


Diz-se por aí que vai ser editada uma versão expandida do estupendo "THE INFORMATION", o mais recente álbum de BECK, em finais de Fevereiro. Consta que a nova edição trará, como extras, três temas inéditos, seis remisturas e dois telediscos.
Ora bem, e isto quer dizer o quê? Que os OTÁRIOS dos fãs do BECK, que compraram a primeira edição de "THE INFORMATION", vão ter de comprar duas vezes o mesmo disco para, no fundo, apenas terem acesso ao material extra que vem incluído na dita "versão expandida". Não é fantástico? Não se sentem...ENGANADOS?
Quanto a vocês não sei, mas eu cada vez mais, chego à conclusão que não vale a pena comprar certos discos na semana em que estes são colocados à venda. O melhor mesmo é esperar pela tal edição "expandida", "especial" ou "limitada" desse mesmo disco, que dois ou três meses depois acaba por chegar às lojas, por vezes até a um preço mais acessível.
Este expediente habilidoso (e bem manhoso) cozinhado pelas editoras discográficas (que neste aspecto estão sempre a inovar, é preciso admiti-lo...) para extorquir mais uns cobres aos fãs dos artistas (aqueles que, no fundo, pagam as revisões dos BMWs dos executivos das grandes editoras), parece-me bastante desonesto e imoral. Isto é passar um atestado-de-estupidez a todos aqueles que correm para as lojas na semana em que o novo disco do seu artista preferido é colocado à venda. Para quê? Para mais tarde nos arrependermos? Pois...eu já me arrependi.
P.S.: Também acho muita piada quando, dois meses depois de pagar quase 20 Euros por um disco acabadinho de sair, descubro que esse mesmo disco se encontra à venda por metade do preço. Epá, não imaginam o quanto fico feliz quando isso acontece. A sério, não imaginam mesmo...
Share This Post :
Tags :

7 comentários :

Anónimo disse...

Sim muito engraçado sem ao mesmo tempo ter graça nenhuma... Essa brincadeirinha tambem já me aconteceu com diversos discos. Depois queixam-se que nao vendem nada... Respeitem para ser respeitados!

Anónimo disse...

Essa habilidade já era proibida em Inglaterra há uns bons 10 anos que, precisamente para evitar que as pessoas deixem de comprar discos como reacção contra os chicos-espertos. Se não me engano, lá só pode ser editada edição especial 1 ano depois da "normal". Pelo menos dantes era assim (e não creio que a lei tenha mudado).
É por estas e por outras que não me pesa minimamente na consciencia is buscar um disco à net. E se realmente o quero ter, compro-o quando o preço baixar ou a edição especial de corrida sair.

mago disse...

Se em relação ao preço inicial mais alto ainda se pode "compreender" (embora discordando) a estratégia de preços de desnatação, já em relação ao que focas das edições com faixas extra aparecerem uns meses depois da edição do álbum normal não há desculpas ou "estratégias" justificativas. É pura estupidez.

E faz-nos sentir ainda mais explorados quando depois levamos com essas faixas extra como (bons) singles ("Two More Years"...), como que a mostrar-nos que até era capaz de valer a pena gastar mais uns quantos €uros... Se já não os tivessemos gasto antes.

playlist disse...

Realmente é chamar mesmo otário a quem comprou o disco. Já tinha acontecido o mesmo com os Bloc Party que não resisti a comprar a tal edição expandida.
Embora adore o novo álbum do Beck, "THE INFORMATION", que comprei, não vou comprar esta nova edição, não quero alimentar esta ideia absolutamente estupida. Não quero que continuem a chamarem-nos otários..é simples!
Abraço.

membio disse...

é por isso que eu espero sempre que os preços desçam o suficiente... e normalmente compro os cd's em leilão na ebay...

Spaceboy disse...

Faz como eu e compra cds só a metade desse preço. Eu já muito raramente compro discos que ultrapassem os 14€. Ainda há pouco tempo comprei o "Milk Man" dos Deerhoof a 1€.

#andRé disse...

Em 2003 comprei o "sleeping with ghosts" por 17,90€ no dia dos meus anos (11 de agosto) sendo que no dia 28 de agosto na mesma loja worten (passo a publicidade) se encontrava o mesmo disco com um 2º cd de versões de outros artistas a músicas dos placebo.E o mais engraçado é que o cd custava então 14,90€.O mesmo me aconteceu com o "lullabyes to paralize" que passados 4/5 meses estava à venda com um dvd extra.
Os cd´s já se vendem muito mal e com este tipo de manobras menos irão escoar.

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License