-->

PUB

PUB

Publicada por / segunda-feira, 9 de julho de 2007 / 19 Comments /

LIVE QUÊ?


Como eu receava, a "nossa" querida RTP voltou a fazer MERDA da grossa! Desculpem-me, mas não há outra forma de definir aquilo que este sábado se passou nos ecrãs do canal do estado, o tal que é pago por todos nós. O que a RTP fez com o LIVE EARTH foi mau de mais para ser verdade. À semelhança do que sucedeu com o "LIVE 8" e mais recentemente com o "CONCERT FOR DIANA", a RTP voltou a transformar um importante evento MUSICAL à escala global num gigantesco "talk-show" entediante e patético, onde a música serviu de acessório e de "wallpaper" a uma maratona interminável de entrevistas inócuas e enfadonhas. Ouvir inutilidades intelectuais como o Carlos Castro falar sobre o ambiente e o aquecimento global é quase tão interessante como escutar o José Castelo Branco tecer comentários sobre as expectativas do meu Benfica para a próxima época. Foi deprimente. Em vez da conversa servir para fazer a ponte entre as actuações, sucedeu precisamente o contrário. A música passou de novo para segundo plano, quando esta era o MAIS IMPORTANTE, pois foi através da música que se pretendeu passar uma mensagem de união em torno de uma causa que a todos diz respeito. Não houve uma actuação que fosse transmitida na íntegra e raros foram os artistas de quem escutamos mais do que um tema completo, pois a música foi constantemente interrompida, muitas das vezes por conversas desnecessárias, outras por simples patétices e banalidades. Mas as desgraças não se ficaram por aqui. Apesar da RTP nos "vender" a transmissão do evento como se tratasse de um "directo", a verdade é que as imagens do LIVE EARTH chegaram aos estúdios da televisão pública através de um "feed" internacional que foi distribuído para as televisões mundiais em diferido, com algumas horas de diferença. Não custava nada terem explicado esta situação aos espectadores. Digo eu. Chegou a ser ridículo ouvir o Luis Oliveira e o Álvaro Costa (que estiveram muito bem, convém que se diga...) falar, em directo de Londres, da actuação dos Black Eyed Peas, que tinha acabado de acontecer, quando as imagens dessa mesma actuação apenas chegaram aos ecrãs da RTP uma hora depois!!!! Absurdo!
Na RTP, o LIVE EARTH não aconteceu! Tentou-se falar dele, do seu significado e impacto, mas na verdade não aconteceu. Tudo não passou de um equívoco e de um enorme disparate! Enfim, somos um país...estranho!
[UPDATE 09-07-2007]: Perante esta notícia publicada hoje no DN, apetece perguntar: mas qual a surpresa? Alguém esperaria que a RTP ganhasse a guerra das audiências com a pseudo-cobertura de um evento que não mostrou? Sejamos realistas, num país onde a música não dá audiências (pelo menos é que dizem os "entendidos"...), mesmo que RTP tivesse optado por transmitir os concertos todos, sem cortes, dificilmente o LIVE EARTH conseguiria obter um bom "share". Consciente desta realidade, Nuno Santos procurou atrair público com um mega-talk-show-pseudo-debate conduzido por algumas das estrelas do canal. O problema é que os poucos que estavam dispostos a acompanhar a emissão da RTP, na esperança de assistir às actuações em directo das suas bandas preferidas, acabaram por "fugir" para outros canais ou, simplesmente, desligar o televisor (que foi o que eu fiz...), cansados do "blá-blá-blá" inconsequente e maçador de grande parte dos convidados que iam desfilando, aos magotes, pelo estúdio. E nem a boa prestação de alguns dos "pivots" de serviço (olá Silvia Alberto!) conseguiu salvar a emissão do descalabro total.
Ao privilegiar a "conversa-da-treta" em detrimento da música, Nuno Santos falhou claramente na abordagem ao evento e, por sua culpa (seria bonito que o próprio a assumisse...), Portugal passou ao lado do LIVE EARTH. Neste país, o seu impacto foi ZERO! Ao contrário do que sucedeu em 1985 com o LIVE AID, desta vez ninguém recordará aquilo que não viu. Foi a pior cobertura deste tipo de eventos de que há memória. As audiências provam-no. Era difícil fazer pior!
[UPDATE 14-07-2007]: Depois desta notícia, alguém ainda tem coragem para defender a (não)cobertura que a RTP fez do LIVE EARTH?
Share This Post :
Tags :

19 comentários :

Anónimo disse...

Finalmente alguém que tem uma opinião igual à minha, é uma vergonha o que a RTP fez de um acontecimento com esta dimensão, só tive vontade de telefonar a chamar nomes aquela gente.
Mas o que me preocupa ainda mais é a falta de sentido critico da população e da comunicação social, só neste blogue encontrei um texto critico à altura da minha revolta. (Obrigado) Luis Manuel - Vendas Novas

tarzanboy disse...

Não sei se pode servir de atenuante, mas ouvi a Catarina Furtado, a certa altura, dizer que a RTP estava impedida de fazer a transmissão integral do concerto, pelo que tinham de fazer aquele tipo de programa (quase como a desculpar-se). Não sei é se esta limitação se estendia às canções que, como dizes, eram interrompidas de modo abrupto e quase aleatório...

Outro aspecto que me faz alguma "espécie" é a falta de cultura musical de alguns dos nossos apresentadores/jornalistas. Dois exemplos:

1- Quando se ouvia o Chasing Cars em fundo, Catarina Furtado vira-se para o Nuno Markl "e estes são...?", o Nuno lá disse "os Snow Patrol" ao que ela respondeu "ainda bem que temos aqui o Nuno para nos dizer estes nomes esquisitos destas bandas novas" ;-)

2- A mocinha que estava em "Nova Jérsia", a certa altura, diz "daqui a pouco sobem ao palco os "Caine West" (caine foi como ela pronunciou) com os seus violinistas comm a cara toda pintada"... :)

querercoisasimpossiveis disse...

Apoiado! O que vale é que assisti a tudo em directo através da internet. Se estivesse à espera da RTP para ver alguma coisa estava tramado! Aquele canal sempre tratou muito mal a música. Ainda me lembro quando foi o tributo ao Freddie Mercury em 1992. Aquilo estava a ser transmitido para o mundo inteiro e nós...NADA!! Só umas quatro semanas depois é que passaram o concerto, isto é, passaram uma hora(!) de um concerto que durou cinco horas!

Enfim, adoro pagar aqueles cinco euros que vêm na factura da luz.

Anónimo disse...

sinceramente não ha palavras para descrever a cobertura que a rtp1 fez do live earth inacreditavel e vergonhoso!!

Sid disse...

Boas astronauta...o comentário nada tem a ver com a rtp,já há muito que ignoro o canal.Só uma curiosidade,deixaste de publicar as playlists das tuas sessões de dj?Eu era um acérrimo curioso...
Abraço "nortánhu"!

Anónimo disse...

Não podia estar mais de acordo!

Fiquei perplexo como foi possível estragar um evento destes numa autêntica miséria franciscana.

Quem terá sido a alminha que escolheu o Malato para pivot, e os convidados .... foi mau de mais para ser verdade!

Enfim resta-nos o YouTube ...

Nuno

Anocas disse...

A transmissão do Live Earth foi intragável!!! Não percebi para quê tanta conversa da tanga!!! Não houve respeito pelos artistas!! Foi indecente!! Concordo plenamente com tudo o que foi escrito neste post!!!

Headphone disse...

Este post faz parte da edição de hoje do P2 do Publico (caso ande distraido resolvi avisar :P)

O Astronauta disse...

headphone,
não fazia ideia. Obrigado pelo alerta. Já fui espreitar a edição online. Acho bastante louvável esta ideia do Público de prestar atenção ao que se diz/escreve na blogosfera.
Cheers!

Anónimo disse...

Eu percebo a critica feita, e independentemente de a meu ver, ter sido mais interessante ver os concertos na integra, também percebo que estamos num canal público generalista, e para uma senhora de 80 anos, não seria apelativo ver apenas os concertos. Mesmo assim, e como referiste acho que o painel de comentadores não foi o melhor escolhido.

P.s- Acho no minimo ridiculo que no meio da actuação da Madonna tenham mostrado o Malato e a Silvia Alberto a dançar, mais do que uma vez... O próprio evento não possui padrões de qualidade?

Gostaste da actuação de Black Eyed Peas?

Nuno Santos disse...

Caros internautas e comentadores: aqui falar também é fácil mas talvez valha a pena, antes de executar a sentença, saber se há razões para a condenação. Ao contrário do que aconteceu por exemplo no Live 8 - que tinha a mesma organização -- o sinal internacional só foi disponibilizado desde Los Angeles com várias horas de atraso relativamente às actuações em directo. Por exemplo Madonna cantou em Londres às 21.50 (a mesma hora em Lisboa) mas a sua actuação apenas nos chegou cerca das 3 da madrugada, por acaso 7 da tarde em LA e 10 da noite em Nova York. A América comandou a operação. Mais: esta informação e mesmo assim sem detalhes só foi libertada na véspera. Dizer que a rtp privilegiou a conversa é falar do que não se sabe. De facto falar é fácil.

Nuno Santos
Director de Programas da RTP

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Bom. Afinal não fui o único.
Bom dia e um abraço.

Anónimo disse...

(Guillemots no Sudoeste!!!)

O Astronauta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Astronauta disse...

Caro Nuno Santos (ou quem se faz passar por ele),

vejamos se me faço entender:
a razão do meu desapontamento com o tratamento que a RTP deu ao LIVE EARTH nunca se prendeu com a questão do "falso directo", que o canal começou por não assumir. Esse "falso directo" sempre foi evidente. Bastava visitar a página oficial do evento, na internet, para perceber a diferença de horários existentes entre a emissão do "feed" internacional (o tal que foi disponibilizado à RTP) e as emissões em tempo real dos "feeds" de cada cidade, que eram disponibilizados em separado para quem os pretendesse ver online. Essa cedo pareceu uma questão incontornável para RTP. Apenas lamento que os "pivots" não tenham assumido essa condicionante do "falso directo" desde o início da emissão, Bem pelo contrário, referiram-se sempre ás actuações como se estas estivessem a acontecer no momento.
No entanto, como já disse de forma bem clara, não foi por aí que a RTP falhou. A RTP falhou quando se esqueceu da música, quando deu prioridade á converseta (na sua maioria dispensável, para não dizer pior...) em detrimento daquilo que se passava nos palcos do evento, ou seja, aquilo que as pessoas queria ter visto e não viram. Essa foi, na minha opinião (a opinião de quem trabalha em televisão há uma década), uma estratégia errada. E que não deu frutos, como de resto mostram as audiências.
Desculpe-me, mas justficar a abordagem da RTP com as supostas limitações "impostas" pelo "feed" internacional que foi disponibilizado pelo organizador do evento parece-me um absurdo. Segui com atenção a emissão transmitida por esse "feed" via-Internet (foi a única solução que encontrei para ver a música do Live Earth) e posso garantir-lhe que, ao contrário do que sucedeu na RTP, não existiram cortes de actuações a meio nem interrupções desnecessárias. Apesar de não ter passado todas as actuações na íntegra (o que seria impossível devido aos vários palcos que estavam activos simultaneamente), o "feed" internacional do evento esteve à altura do acontecimento, acabando por mostrar os seus melhores momentos. Não se pode dizer o mesmo da RTP. Na RTP optou-se pela conversa.De facto, falar foi fácil, muito fácil mesmo. Para infelicidade de todos nós.

O Astronauta

Anónimo disse...

Concordo inteiramente! Como se já não bastasse a RTP, paga com o dinheiro dos contribuintes, estar constantemente a promover "figurinhas públicas" inúteis, ocas e exibicionistas (pagando-lhes, inclusive, chorudos salários) através de programas de entretenimento idiotas ou talk-shows primários ('Praça da Alegria', 'Dança Comigo' e 'Só Visto!' são apenas alguns exemplos) teve ainda o descaramento de nos brindar com entrevistas ridículas a autênticas nulidades ambulantes que, às tantas, ainda tiveram direito a uma comissão, enquanto um fantástico espectáculo musical decorria em segundo (ou mesmo terceiro) plano. Será esta merda serviço público? Só se for para atrasados mentais...
João

querercoisasimpossiveis disse...

Concordo plenamente com o Jo�o. Os apresentadores do Live Earth, nada mais fizeram do que figuras rid�culas. Nada sabiam de m�sica ou de ambiente, mas o que � importante na comunica�o social portuguesa � sermos todos muito amiguinhos e caso sejamos mulheres basta-nos ter uma carinha laroca.
O Sr. Nuno Santos diz que o astronauta fala do que n�o sabe, mas isso, foi o que aqueles tristes apresentadores e convidados fizeram o dia todo, isto � falar do que n�o sabem e ainda serem pagos para isso (e bem pagos, e com dinheiro dos contribuintes). Isto j� � normal na RTP, � s� ver quem � que apresenta o �nico "programa" de m�sica, Top+. Aqueles jovens sabem tanto de m�sica como eu de batatas. Ele, � muito simp�tico, � amiguinho de toda a gente e participou num reality show. Ela,tem uma carinha laroca. S�o os requisitos min�mos da televis�o portuguesa.

Anónimo disse...

Resposta ao comentario anterior

Hoje em dia o que vende é de facto a imagem, ainda para mais no meio televisivo. Acho que a questão não esta nos tios e tias que apresentam os programas mas sim na forma como a emissão foi conduzida. Como já foi referido, isto de mostrarem os apresentadores a dançarem no meio da actuação da MADONNA foi o cúmulo!

Sarge disse...

Sobre este caso, pois é difícil ainda entender que porcaria de emissão a RTP nos deu. Cada vez mais não se percebe como é possível que se há eventos que querem alertar para os mais variados problemas que existem no mundo usando a música para fazer chegar a mensagem, esta seja relegada para 2ºplano!!??
Já não falo dos apresentadores, como sendo os culpados, mas sim da Direcção de Programas da RTP e respectivos Directores do canal público que é sustentado por todos nós. A música está completamente a desaparecer dos canais nacionais, e falar da MTV Portugal ou da Europeia é a mesma coisa que falar em M****! New o VH1 já escapa porque é sempre a mesma coisa, e se querem ver os clips clássicos têm de aderir ao pacote a pagar.

Depois de estar à espera 40 min, desde o início do programa sobre a Princesa Diana, aonde era suposto dar na integra o concerto, a RTP decidiu passar publicidade durante a actuação dos Duran Duran!!!! Fiquei podre de raiva com aqueles gajos da RTP. telefonei para eles e responderam que tinham tido problemas de som!! Mentirosos, é o que são porque na web a coisa funcionou e noutros canais como o SKY News Italy. Enfim, é com isto que temos de nos contentar. Live Earth não vi por causa da desfeita que me foi feita no Concert For Diana. Lixaram-me uma vez e a seguir já não fui na cantiga.

E os nossos impostos servem para pagar fortunas em salários a pseudo-intelectuais que passam o tempo a dizer babuseiras e a rirem-se não sei do quê.

enfim...

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License