-->

PUB

PUB

Publicada por / quarta-feira, 2 de junho de 2010 / 3 Comments / ,

Notícia | PETER MURPHY EM PORTUGAL


O ex-Bauhaus PETER MURPHY anunciou o seu regresso aos palcos. Entre o final de Julho e meados de Agosto, o cantor vai realizar 10 espectáculos no Reino Unido, Canadá, França e Portugal. A "DIRTY DIRT TOUR" arranca no dia 29 de Julho em Paris e passa pelo nosso país no dia 30 de Julho, mais propriamente pelo palco do ÉVORA FESTIVAL ALENTEJO. Seguem-se mais 6 datas nas ilhas britânicas e 2 concertos em Ontário, no Canadá, nos dias 6 e 10 de Agosto. O anúncio desta digressão surge numa altura em que têm vindo a público alguns rumores sobre o estado de saúde do vocalista dos Bauhaus. Rumores que se adensaram depois de Murphy cancelar uma digressão em conjunto com BRENDAN PERRY, prevista para esta primavera, o que deixou o músico dos DEAD CAN DANCE à beira de um ataque de nervos.
Até ao momento, não foram divulgados muitos detalhes sobre os motivos que estão por detrás desta "DIRTY DIRT TOUR". Será um novo disco de originais? Desde o ano passado que se fala no sucessor de "
UNSHATTERED", de 2004. Chegou-se mesmo a especular que o disco seria produzido pelo seu amigo TRENT REZNOR, mas a verdade é que a colaboração nunca foi confirmada...nem desmentida. Quem sabe, talvez em breve tenhamos notícias concertas sobre este e outros assuntos...

Recentemente, o cantor emprestou a sua voz ao
tema "CRUMBS AND BROKEN SHELLS", de SARAH FIMM, incluído no projecto SONGS FOR HAITI. Podem ouvi-lo aqui.

Aproveito esta notícia para recordar dois momentos chave e incontornáveis da obra a solo de PETER MURPHY. Primeiro "ALL NIGHT LONG", o espantoso tema que abre "LOVE HYSTERIA", (1988) o 2º trabalho de originais do cantor e, na minha opinião, o seu melhor disco fora dos Bauhaus.


Segue-se "HIT SONG", uma das melhores canções presentes em "HOLY SMOKE", o 4º álbum do cantor, editado em 1992.
Para aqueles que são demasiado novos para conhecer o trabalho a solo de PETER MURPHY, podem começar por aqui...

Share This Post :
Tags : ,

3 comentários :

Breites disse...

Penso que concordarás comigo se eu disser que, hoje em dia, ser novo (ou velho) não é razão para não se conhecer algo, só porque não é do "nosso tempo". Mas eu percebi o que queres dizer...
Já tive a sorte de ver Bauhaus sob uma chuva torrencial e aquilo que à partida seria desconfortável e desagradável, acabou por ser um momento épico. A gripe nos dias seguintes não interessa para a conversa eheh

O Astronauta disse...

Claro que concordo, amigo Breites.
Mas tu és uma excepção.
Regra geral, os "jovens" gostam da música do "seu tempo", não procuram muito para trás.
Hoje em dia há tanta música nova disponível (e ainda por cima de graça) e tantas bandas novas, a surgir todos os dias (a maioria delas medíocre e que noutros tempos nunca teriam saído do buraco), que já se torna difícil para um "jovem" manter-se a par de todas as novidades, quanto mais ainda ter tempo para ouvir os "velhotes"...A malta quer lá saber se a excitante nova banda que idolatram apenas se limita a copiar o que outros fizeram melhor no passado...
Por outro lado, reconheço que vivemos tempos excitantes para malta interessada e ávida por conhecer boa música, como tu, seja ela de que época for, uma vez que "toda" a música está disponível online e de graça. Cresci num tempo em que já era uma sorte encontrar certos discos à venda nas lojas, quanto mais ter toda a música disponível à distância de um click...
Claro que isso também teve o seu lado positivo. Nós dávamos valor à música, aos discos, ao objecto, a toda uma cultura que girava à volta da música. Hoje, para a maioria dos "jovens", um disco é apenas um punhado de ficheiros no computador, sacados da net de graça. Eu tinha que poupar dinheiro para comprar certos discos, que remédio tinha eu senão dar-lhes valor...
Enfim, tudo na vida tem o seu lado positivo e negativo. Excepto os lábios da Angelina Jolie, onde não consigo encontrar defeitos. Mas isso é outra conversa...

Abraços

Rui Vieira disse...

Em Novembro de 2008 assisti a um show-case do Peter Murphy seguido de um breve periodo de perguntas e respostas, onde afirmou estar em gravação de um CD com a participaçao do Trent Reznor com quem havia passado largos periodos nos ultimos meses.
É verdade que também disse que o album poderia sair no inicio de 2009 e até agora... nada!

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License