-->

PUB

PUB

Publicada por / quinta-feira, 24 de junho de 2010 / 5 Comments /

Noticias |

| O novo álbum de originais do ex-Bauhaus PETER MURPHY já tem título. Vai chamar-se "NINTH" e deverá chegar ás lojas no Outono. Este Verão, o músico vai andar em digressão. A "DIRTY DIRT TOUR" passa por Évora no dia 30 de Julho.

| Os
INTERPOL anteciparam em uma semana a edição do seu homónimo 4º álbum de originais. O disco tem agora data de lançamento marcada para o dia 7 de Setembro.

| Também já tem data de edição "HISTORY OF MODERN", o novo álbum de originais dos "synth-poppers"
ORCHESTRAL MANOEUVRES IN THE DARK (O.M.D. para os amigos) . O disco - o primeiro da banda em 14 anos - será composto por 13 temas e chega aos escaparates no dia 20 de Setembro.
Vai haver uma edição especial do álbum, uma caixa limitada concebida pelo designer PETER SAVILLE, que incluirá, entre outros extras, 1 DVD com o "making of" do disco, 1 livro, 1 t-shirt e 1 duplo-LP em vinil. Tudo isto pela módica quantia de £50.
Aqui fica um pequeno "teaser" relativo ao novo disco:


| Para Setembro, está também prevista a chegada ao mercado de "SENIOR", o novo trabalho da banda norueguesa
ROYKSOPP. O sucessor de "JUNIOR", de 2009, será inteiramente composto por temas instrumentais e aterra nas lojas no dia 13 de Setembro.

| Os GOLDFRAPP regressam ao Coliseu de Lisboa no dia 22 de Setembro. para um espectácuo em nome próprio. Antes, no dia 15 de Julho, o grupo passa pelo festival Marés Vivas, em Gaia.

| Por falar em festivais, já estão esgotados os passes de 3 dias e os bilhetes para o 3º dia do ALIVE!10. O que significa que quem não se apressou, vai perder as actuações dos PEARL JAM, THE BIG PINK, MIIKE SNOW, PEACHES, SIMIAN MOBILE DISCO, THE LEGENDARY TIGER MAN, MICRO AUDIO WAVES, BOYS NOIZE e...LCD SOUNDSYSTEM. Oops!

| E a propósito dos LCD SOUNDSYSTEM, Mr. JAMES MURPHY deu uma fantástica entrevista ao site PITCHFORK onde fala, entre outras coisas, dos seus gostos musicais, das suas influências e do futuro sem os LCD Soundsystem. Pelo meio ainda admite que não presta muita atenção à música nova. Obrigatório ler. Aqui.

Seguem-se algumas passagens da entrevista que eu destaco:

"...I was mostly spending my time being into Yes. I was pretty dedicated. Like, "I'm into Yes." But I was just always really into music. Really into sounds. Trying to make my stereo louder somehow. I consider getting into what I would call "my" music around Talking Heads' 77, Violent Femmes' Violent Femmes, the first Clash record. The B-52s, the Police-- I really liked the Police. Ghost in the Machine was a pretty big record so I was liking them up through that, Synchronicity was like too pop in a weird way. Clark Kent, OMD, the first Ministry records-- the very first Ministry new wave stuff. New Order, Joy Division, this was around eighth grade. The first Sisters of Mercy twelves I really, really liked."
...
"But now kids buy shit. They really buy shit. Kids buy designer stuff. So you're being constantly pounded by marketing. And if you want to be a rebel, well, there's rebel clothing companies. There's rebel stick-on tattoos. You can get a rebel skateboard. You just pick your rebel mode and there's a whole online shopping network that you can be a part of. So kids may look punk or feel punk, but what they're kind of doing is the same as like, being really swept up in high school sports or something. But when I was a kid, you didn't know. I was like, "I guess Kraftwerk is punk?" I remember I got Sex Pistols, Kraftwerk's Computer World and Venom on the same day. And I thought it was all punk. It was just everything that was weird. Everything that wasn't Bruce Springsteen-- who turns out to be a lot punker than I thought at the time".
...
"So I just think it takes a couple decades to kind of clear your brain now. So it makes more sense to me that I could find my footing when I was 30 instead of when I was 19. It seems a little more clear. You know, novelists are older now. Things are happening later in people's lives. They're kind of living lives and then creating things about the lives they've lived. Rather than being an artiste at an early age and coming out with a ball of fire. That energy has been co-opted because you haven't immunized yourself yet against media. It's easier to get swept up things then take a couple of years to get over your, like, indie rock hangover. I'm scraping the fucking Quarterstick Records crust out of my eyes when I'm like, 27. You know, "Why am I playing in 5/7? How is that fun?""
...
"I'm not afraid to show my hand. I'm old. I'm not going to pretend that rock was invented by me or us. I think if you're working with a persona-type rock vibe where you're like, "I'm feeling it! This is who I am! We share feelings together!" then it has to have all this realness to it. And so what you can't show is that you might have actually ripped that bassline from a Joy Division song, because then what are you real about? You know, what's going on here? You're not supposed to be self-conscious. You're supposed to be lost in the rock zeitgest. But if that's not what you're interested in, then it's kind of liberating."
...
"There's all this anxiety that people are going to "catch" you. No one wants to get called out for being derivative or something. It's like, we're all making rock. No one's reinventing the wheel over here. If anything, the balance is struck by not worrying too much about it. So I'm spending my energy trying to make a good song rather than spending my energy trying to cover my tracks."

De facto, dá gosto ler entrevistas inteligentes feitas a pessoas inteligentes. Não imaginam o quanto eu me revejo nas palavras e opiniões deste tipo...
Share This Post :
Tags :

5 comentários :

Particle disse...

Posso sugerir um "post"?
A que festivais vão e quem vão ver.

Eu, pessoalmente, e infelizmente, porque o dinheiro não chega, vou só a 1 dia de Paredes de Coura (Klaxons, Peter Hook e White Lies..).
Com sorte, com muita sorte, ainda a um dia de Sudoeste (8--Bierut, Martina Topley Bird, Massive Attack, Air, Mike Patton).

E vocês?

Breites disse...

Grande James!
A história dos bilhetes para o Alive foi mal gerida pela organização. Eu e toa a gente que conheço que queria ir, não conseguiu bilhete, porque ninguém esperava que pudesse esgotar. E a organização decide avisar quando já só há mil bilhetes...
Ora, o dinheiro não cai do céu, é normal que as pessoas ainda não tivessem comprado bilhete. Deviam era ter avisado há uma semanita ou isso que a procura estava a ser muito elevada, não a umas horitas de esgotar.
Enfim...

abraço

O Astronauta disse...

Olá Particle,

por questões relacionadas com a minha actividade profissional terei o prazer de marcar presença em 2 festivais: Alive!10 e SBSR.
Não me vai custar muito, uma vez que ambos têm no cartaz bandas de quem sou grande fã.

Paredes também tem algumas coisas interessantes, mas não poderei ir.

Sudoeste, nem pensar, apesar de ter algumas (poucas) coisas interessantes. mencionaste algumas delas...

Abraços

Abraços

Particle disse...

Bem, astronauta, sorte tua, teres uma profissão que permite estares nesses eventos.
Sudoeste, se for, é mesmo só por umas horas....não suporto aquilo. Tenho considerado mais, ir ver o Peter Murphy.

Fica Bem

O Astronauta disse...

"Bem, astronauta, sorte tua, teres uma profissão que permite estares nesses eventos"
Uuummmm, nem por isso, caro Particle. Quando se vai a estes eventos em trabalho, não é o mesmo que ir em lazer. São sempre dias muito cansativos. Mas, há sempre um ou outro concerto que fazem com que tudo acabe por valer a pena.

Abraços

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License