-->

PUB

PUB

Publicada por / sexta-feira, 9 de março de 2007 / 12 Comments /

PLANETA POP PODCAST #02


Incentivado pelos mais de 700 downloads (sim, eu sei que custa a acreditar! Eu próprio ainda desconfio deste número...) que o site PodOmatic registou terem sido feitos do 1º episódio, o Astronauta encheu-se de coragem, arregaçou as mangas e atirou-se de cabeça à 2ª emissão do PLANETA POP PODCAST.
Ele aí está, prontinho a ser consumido.
A propósito desta 2ª emissão, é importante referir que fui sensível aos vossos comentários e sugestões e decidi falar entre as músicas, como se de um programa de rádio se tratasse. Para ser franco, ainda não estou certo de ter tomado a melhor opção. Tornou-se por demais evidente que o meu microfone não foi feito para estas andanças. Desde já me penitencio e peço desculpas pela fraca qualidade sonora da "voz off" deste Podcast. Com tanto ruído de fundo, dá a sensação que estou a falar de dentro de um daqueles "bunkers" da 2ª guerra mundial. Portanto, e tendo em conta todas as condicionantes que envolveram a concepção deste Podcast, peço-vos para não serem muito duros comigo. Lembrem-se que Pedro Ramos (a voz da Radar...) há apenas um. E tenham também em mente que grande parte da piada dos Podcasts é o seu "amadorismo", o aspecto "tosco" com que estas coisas são feitas. O que falta em "profissionalismo" sobra em paixão. Portanto, caros amigos, concentrem-se na música, que é o mais importante. Pode ser? Obrigado.


Eis o alinhamento da emissão:
- INTRO
- CHROMATICS_IN THE CITY [SHINNING VIOLENCE, 2007]
- NINE INCH NAILS_ME, I'M NOT [YEAR ZERO, 2007]
- JUNIOR BOYS_IN THE MORNING (HOT CHIP REMIX) [DEAD HORSE EP, 2007]
- FRANZ & SHAPE ft GD LUXXE_REGRETS & TEARS [ACCELERATION, 2007)
- GOOSE_GIRLS [BRING IT ON, 2007]
- A CERTAIN RATIO_WAY TO ESCAPE [RELISH COMPILATION, 2007]
- !!!_A NEW NAME [MYTH TAKES, 2007]
- SNOWDEN_DREAMS (STUTTER REMIX) [FUEL OF THE CELEBRATION - THE REMIXES EP, 2007]
- THE WHIP_MUZZLE #1 (BLACK GHOSTS REMIX) [SINGLE, 2007]
- NEON PLASTIX_ON FIRE [SINGLE, 2006]
- HERÓIS DO MAR_PÁSSARO VERMELHO [O RAPTO - MINI-LP, 1984]
- ORANGOTANG_LÂMPADA AZUL [PROPAGANDA, 2006]
- MUTEMATH_CHAOS [MUTEMATH, 2006]
- KLAXONS_IT'S NOT OVER YET [MYTHS OF THE NEAR FUTURE, 2007]

Espero que gostem. Uma vez mais, fico a aguardar pelo vosso feedback.
Share This Post :
Tags :

12 comentários :

My_Little_Bedroom disse...

Está muito fixe este podcast novo. A Ideia de falares entre os temas dá uma bela envolvência radiofónica à coisa. De um modo generalíssimo, não vejo aqui amadorismo nenhum, bem pelo contrário...

Cheers...

My_Little_Bedroom disse...

Não sabia que também ouvias os Orangotang. Eu a pensar que os rapazes até pareciam um pouco foleiros e tudo, mas de facto o tema "Lâmpada Azul", que um dia ouvi por acaso num programa da Volta à Portugal em Bicicleta na RTP, anima bastante. Eu a pensar que não tinha sensibilidade pop ou coisa do género, que tudo o que pudesse achar piada do meio mais "mainstream" até seria bem reprovável e quase sórdido, afinal não...

Anónimo disse...

Gostei da selecção das músicas à excepção das bandas portuguesas ... e ao contrário do que diz, acho que a voz de Pedro Ramos não é nada de especial, até parece que está constantemente a mascar chiclet. Por favor opte por não falar entre as músicas ... Obrigado!

pedro ribeiro

O Astronauta disse...

Pedro,
obrigado pela sua opinião sincera. Pena não ter gostado dos Heróis do Mar e dos Orangotang. Paciência...
Não prometo que não volte a falar entre as músicas. Talvez o volte a fazer quando arranjar um microfone decente. Em todo o caso, e sem querer arranjar desculpas, não se esqueça que um Podcast não é, nem tem de ser, uma espécie de programa de rádio, onde tecnicamente tudo tem de sair perfeitinho. Bem peo contrário, o espírito original dos podcasts é mesmo este, produções amadoras feitas por amadores, com vozes "pouco radiofónicas" e microfones manhosos.
Cheers!

O Astronauta disse...

my_little_bedroom,
ainda bem que gostaste do Podcats e percebeste o espírito da coisa.
Quanto aos Orangotang, é verdade que os considero uma séria promessa da pop nacional. Só precisam que os deixem crescer. Não parece que sejam tão "mainstream" quanto os querem vender. Por outro lado, também não são uma banda "indie" (um dos termos mais aberrantes alguma vez criados...), o que só lhes fica bem.
Enfim, gosto deles. Pelo menos de tudo o que ouvi até agora. E, como deves calcular, estou-me completamente a borrifar para aquilo que os outros possam pensar de mim por gostar dos Orangotang. Estou-me nas tintas para aquilo que é "aceitável" ou não. My friend, nunca condiciones aquilo que ouves a esse tipo de tretas! Eu não o faço. Até te digo mais, sou gajo para elogiar uma canção do Rui Veloso se algum dia ele escrever alguma que mereça os meus elogios. CO que ainda não aconteceu Eh..eh..
Cheers!

My_Little_Bedroom disse...

Ai tu e o Rui Veloso...
Tens toda a razão no que dizes. Nunca fui cópia de ninguém nem serei; isso é fácil de confirmar pelos teus gostos e pelos meus, principalmente pelas diferenciações ao nível da country e afins. Mas nunca andamos muito afastados. Espero nunca me tornar lerdo o suficiente para não poder dizer que acho que o "Maneater" da Nelly Furtado é uma excelente canção e não é por ser de uma artista que venda mais ou menos, assim como as "primas de 'Loose'" 'Say It Right' e talvez (ainda não consegui atinar com a música...) 'All Good Things'
Assunto Orangotang: talvez esteja a sofrer de uma febre anglicanista que ainda não me permitiu deixar de considerar as letras dos Orangotang um pouco imaturas. Confesso, sou chato e achei à primeira vista "foleira" a letra cantada em português, nada tendo a ver com o sítio em que a ouvi cantada. O que é verdade é que o que distingue a comunidade portuguesa de bloggers melómanos e não só é a capacidade de darmos uma segunda oportunidade a quem pode eventualmente merecê-la. Por mim, os Orangotang mereceriam segundas, terceiras oportunidades, e esta que lhes vou dar quando ouvir o CD deles depois do dos Logh e dos Maximo Park. Pegando em "Lâmpada Azul", o single tem uma excelente base melódica e preserva uma qualquer ingenuidade nos sons das guitarras que o acaba por tornar diferente, mesmo assim, do que se fez ultimamente. Para mim, só isso já é uma característica de uma boa banda portuguesa: a qualidade de ser diferente de tudo e das outras, como é constituída a nova música portuguesa.

P.S: Gostei muito da sessão de ontem no "Incógnito". Embora não tenha lá ficado muito tempo devido ao cansaço acumulado destas duas semanas, gostei bastante do que ouvi e do ambiente criado. Podia até ter esboçado uma aproximação à cabine de vocês mas vi por lá sempre companhia e mantive-me em modo "low-profile". Já agora, já sabes se vais trabalhar por prazer no SBSR ou não?

Explícito disse...

Muito Bom!!!

Muito profissional.

tens que dar-me umas dicas sobre como fazer um podcast... se não te importares... :)

O Astronauta disse...

my_little_bedroom,
estiveste no Incógnito e não te deste a conhecer? Epá, acho mal. Gostavamos de te ter conhecido, rapaz. Afinal, tu, como velho frequentador deste espaço, já és da casa! Gostamos sempre de conhecer e trocar umas palavras (mesmo que seja breves devido às circunstâncias) com os amigos! Fizeste mal! Da próxima vez, vê lá se não te acanhas! Combinado?
Abraços.
P.S.: em principio, este ano apenas me devo deslocar ao SBSR como simples espectador. A actual relação entre a SR e a Música no Coração não é propriamente a melhor. Quem sabe se as coisas mudam até lá...Era bom! Penso que ficavamos todos a ganhar!

O Astronauta disse...

explícito,

terei todo o gosto em dar-te umas dicas de como se faz um podcast. Podes enviar-me um mail? prefiro tratar estas coisas por mail.
Cheers!

My_Little_Bedroom disse...

Pois...via sempre bastante gente à vossa volta, e não achei que fosse dos melhores momentos para interromper qualquer conversa que pudesse ter algum tipo de utilidade.
Sobre o Super Bock Super Rock, acho que por essa altura, solarenga, podia efectivamente ser marcado um jantar ou assim com o maior número de bloggers possível. Não sei qual a vossa opinião, mas como o cartaz começa a tornar-se imperdível e obrigatório para 2007, seria uma boa altura não acham?

Cheers...

O Astronauta disse...

"Pois...via sempre bastante gente à vossa volta, e não achei que fosse dos melhores momentos para interromper qualquer conversa que pudesse ter algum tipo de utilidade." - e então? qual era o problema? se um gajo recebe com um sorriso nos lábios quem nos "interrompe" para pedir o "Simply The Best", da Tina Turner, achas que serias mal recebido? Nada disso...
Essa ideia de um jantar antes do SBSR parece-me bem! Mas teria de ser antes do Festival, pois os concertos começam cedo.

My_Little_Bedroom disse...

Nem que fosse numa de preparação para o grande evento, sei lá. Pois, nesse facto também claramente tens razão. O ano passado os Editors começaram por volta das 6 da tarde não? E então com o cartaz que ao que parece vamos ter. Infelizmente ou não, parece que muitas das bandas que têm concertos em nome "individual" (com direito a primeira parte alheia) devem rumar pela mão da Música no Coração certamente ao Verão por cá. Quase que aposto que os CSS vão para Coura e já ouvi falar nos The Hives e nos Rammstein. Felizmente, pensei nos Maximo Park e nos Klaxons e não falhei muito. Vêm cá. E certamente que os Arctic Monkeys, os QOTSA e uns Kasabian não faltarão (ainda para mais na ressaca do grande show no RnR que os deu a conhecer aos lerdos desta praça...).

Oh pa...essa da Tina Turner parte-me o juízo! Enfim, fossem para casa ouvir o que se passava no Bairro Alto há 20 anos (nem 18 tenho e consigo imaginar relativamente bem o que poderia render naquela época) pelo menos naquele VA que foi lançado e finalmente aprendiam que se o Incógnito é uma das mais antigas casas de Lisboa que é mais comparável a um "bunker" no sentido em que o que vem do exterior é suficientemente filtrado, é porque não anda por aí a fazer "cheap 80's parties".

Não!

Cheers...

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License