-->

PUB

PUB

Publicada por / segunda-feira, 22 de setembro de 2008 / 5 Comments /

[PRÉ-ESCUTA]: THE KILLERS "HUMAN"


Foi hoje apresentado ao mundo o novo single dos THE KILLERS, o primeiro retirado de "DAY & AGE", o 3º álbum de originais da banda de Las Vegas. "HUMAN" será colocado à venda em formato digital no próximo dia 30.
Recordo que o álbum foi produzido por Stuart Price (aka Jacques Lu Cont aka Thin White Duke aka...) e chega às lojas a 24 de Novembro. Pela amostra, diria que parece confirmar-se o regresso às sonoridades mais Pop dos tempos de "HOT FUSS". Será? Ouçam:


P.S.: O som não é grande coisa, mas para já é o que há.
Share This Post :
Tags :

5 comentários :

Arthur Dayne disse...

Hmmm... não será 3º albúm de originais, em vez de 4º?

:)

O Astronauta disse...

Olá arthur,
estava a contar com o "Sawdust" que, para além de ser uma compilação, não deixa de ser um disco de originais.
Mas, sim, se quisermos ser rigorosos, "Day And Age" será, de facto, o 3ºálbum dos The Killers.

Abraços

R2D2 disse...

Caro Astronauta,
Percebo o que queres dizer, embora ache que Hot Fuss não é uma abordagem Pop. Parece-me Hot Fuss mais Rock do que Pop e depois Sam's Town um Rock condimentado a Indie.
De Day & Age só ouvi dois temas... menos Indie, parece-me, mas estes senhores continuam no trilho

O Astronauta disse...

Hello R2D2,

quando escrevo Pop refiro-me à construção das canções e à forma como estas desembocam num refrão que fica no ouvido, que apetece cantarolar.
"Mr. Brighside", por exemplo, é uma pura canção Pop.
Agora, se calhar, temos é concepções diferentes do que é ou não Pop.
Para muitos, hoje em dia, o termo Pop é, de imediato, associado a artistas como a Britney Spears, a Beyonce ou o Mika, por exemplo.
Talvez por ter crescido nos anos 80, em que a Pop era outra, eu tenho uma noção mais abrangente do que é Pop. E Pop, para mim, tanto são os Franz Ferdinand, como o Franz Sinatra ou os Abba.
Pop, no meu entender, não se resume à vertente mais "comercial" da música. Até porque essa concepção, muda com o tempo.
A minha noção de Pop tem mais a ver com a estrutura das canções, a sua forte componente melódica e rítmica, o modo como os refrões são trabalhados de forma a serem mais facilmente assimilados por quem os ouve.
Há bons artigos sobre o assunto espalhados pela net. Vale a pena a leitura.

Em relação ao "Sam's Town", plenamente de acordo, é um disco mais Rock. "Indie" é que, cada vez, sei menos o que significa. Quando eu era puto, "indie" era um termo associado às editoras independentes e às bandas que lançavam discos através dessas editoras.
Hoje...não sei. É um termo que me irrita cada vez mais e que não tem qualquer significado. Hoje, o termo "indie" é apenas mais um rótulo que se colam a certas bandas paras estas parecerem "cool" junto de gente com as vistas curtas e demasiada cera nos ouvidos.

Abraços

R2D2 disse...

Percebo-te bem Astronauta. Talvez a discussão sobre o que é Pop ou Rock seja como, por analogia politica, tentar separar o centro da esquerda democtrático dominante: um gajo vê-se à rasca.
Confesso que pendo para a definição rock pela forma como se "ataca" a guitarra, mas admito que seja uma tendência. Claro que tembém acho que o contrário pode ser uma tendência para confundir rock com hard rock ou associá-lo a um rock foleiro qualquer com ausência de melodia.
Também eu cresci nos 80's e associo a Pop a bandas como os Duran Duran, Echo & The Bunn..., Smiths, The The, etc, etc.
Mr. Brightside, pelo ritmo soa-me mais a rock, mas gostando de Pop, admito que possa tender para lá. Nada fácil este tema. Importante é mesmo a musica, mais concretamente, a boa.
Um abraço Astronauta.

PLANETA POP | RADAR 97.8

  • SÁBADOS | 23h-01h
  • DOMINGOS (repetição) | 15h-17h
  • SEXTAS-FEIRAS (repetição) | 23h-01h

POSTO-DE-ESCUTA

ARQUIVO:

DIREITOS

Creative Commons 

License