-->

PUB

PUB

Publicada por / sexta-feira, 22 de setembro de 2006 / 6 Comments /

CITIES


Ando há uma eternidade para vos falar dos CITIES, mas é sempre a mesma história: ou me esqueço, ou não tenho tempo...ou me volto a esquecer. Esta semana, depois de conseguir finalmente deitar as mãos ao novissimo EP de remisturas, "VARIATIONS", decidi que era desta que ia finalmente falar-vos desta promissora banda da Carolina do Norte.
Fiquem então a saber que os CITIES são quatro: Josh Nowlan (na voz e guitarra), Robbie Mackey (na guitarra), Jeremy Paschall (no baixo) e Joey Ingram (na bateria). O grupo editou em Abril deste ano o seu homónimo álbum estreia. O disco foi produzido por Brian Paulson, que já trabalhou, por exemplo, com com BECK, SLINT, WILCO e SUPERCHUNK. Desde então têm sido requisitados para inúmeros concertos, tendo inclusivamente sido convidados para fazer as primeiras partes de bandas como os Clap Your Hands Say Yeah, We Are Scientists, Thunderbirds Are Now! e I Love You But I've Chosen Darkness.
No próximo dia 3 de Outubro é colocado à venda o EP de remisturas "VARIATIONS", composto por 8 novas versões de temas incluídos no primeiro longa-duração do grupo. Ladytron, Daedelus e Fog são os autores de algumas das interessantes remisturas incluídas no EP. Podem escutar algumas delas aqui ou aqui. Sirvam-se. Se o caro visitante aprecia bandas como os Interpol, Editors, Franz Ferdinand ou mesmo os Radiohead dos tempos de "Bends", há fortes possibilidades de simpatizar com estes CITIES. Se não gostar de nenhuma das bandas atrás mencionada...esqueça!
Share This Post :
Tags :

6 comentários :

My_Little_Bedroom disse...

Hoje no bluebird apanhei lá um user com algumas canções deles...espero ouvi-las em breve. Também tenho a certeza que novas bandas não faltam a ninguém para ouvir...eu tenho-me esforçado em colocar, pelo menos, vídeos ou links para bandas bem interessantes que tenho encontrado...

Quanto a aparecer numa próxima sessão, veremos como estarei com as coisas orientadas em termos de estudos porque a adaptação a Lisboa é muito fácil. Talvez ainda arranje algum caloiro ou caloira para não ir sozinho a altas horas para o Bairro Alto. Caloiros da UL que venha a saber que têm um mínimo perfil para se poderem divertir no Incógnito com as tuas propostas, usufruirão de publicidade gratuita por estes lados.

Vou é tratar de arranjar alguma quota de merchandise de bandas boas (tenho uma t-shirt dos Smiths fisgada pelo Colombo...).

Cheers e muito obrigado por ainda visitares o meu blog!

My_Little_Bedroom disse...

Involuntariamente, começas a ameaçar tornar-te um prospector maior que os tipos do Pitchfork Media (risos)! Ainda há pouco tempo foram os Snowden (que descobri só pela Antena 3 nas férias), agora são os The Legends (que descobri num utilizador que tem outras coisas boas como os Chin Up Chin Up, The Charade, Puppini Sisters e o CD de estreia, suponho, dos Battle.

O Astronauta disse...

my_little_bedroom,
pois é, caro amigo, música nova é coisa que não falta. Começa é a ser complicado separar o "trigo do joio". Essa a razão porque cada vez sou mais selectivo nas bandas que apresento aqui. Se quisesse, trazia a este espaço 2 ou 3 bandas novas por dia. Mas penso que, nestas coisas, quantidade não é, nunca foi, nem nunca será sinónimo de qualidade.
A propósito dos The Legends (que são fantásticos!), repara nos discos que andam a rodar no meu iPod e diz-me se não reparas em nada familiar...
Nem de propósito, tenho um "post" sobre eles quase pronto para publicar. Estava a pensar esperar por 2ª feira. Queria despachar primeiros os Cities, pois andava há que tempos para falar deles...

P.S.1 -Espero ver-te na próxima sessão com os teus colegas da UL. Ou mesmo até sozinho, porque não? O Baiiro Alto não é nenhum "bicho-papão"...eh eh...

P.S. 2 - Não tens de agradecer por visitar o teu Blog. Há mais gente a visitá-lo do que tu pensas...

My_Little_Bedroom disse...

O Bairro Alto às vezes é perigoso, conheço muita gente que já lá foi assaltada. Mas adiante, porque se estiver à espera de companhia, ela pode nem estar perto.
Eu tento compreender os fundamentos deste blog: um espaço de divulgação cordial de música em que importa chamar a atenção, sobretudo, para bandas a que nem todos poderiam chegar facilmente. É por isso que "rezo" todos os dias para que não apareça nenhum ser esquisito a perguntar "Ó Astronauta, conheces os Sunshine Underground?". Não vale a pena, essas bandas já têm a sua quanta parte de divulgação.
Sobre os discos que andas a ouvir, só os Cities é que ouvi só hoje e contento-me por ouvir muita música da que aí está: isso só por si vale um rótulo de "isto merece a sua atenção!". Depreendo que familiares, para mim, sejam os Kudu. Gostei bastante do disco porque o achei um disco diferente no panorama actual e com uma componente dançável irresistível.
Com o projecto bloguista que tenho há dois anos, nada mais tenho que prazer em escrever e falar de vidas e de pessoas que têm (ou por vezes não) personalidade. E só assim será possível ter prazer em ser visitado.

Cheers e obrigado por tudo. Por mim, estarei a apreciar em Outubro no Incógnito as propostas electrodomésticas. Contudo, aidna não tenho 18 anos e não sei se os seguranças daí implicam com algum tipo de vestuário...

De resto, vou continuar a corresponder a quem me visita e espero organizar-me convenientemente nos próximos tempos.

O Astronauta disse...

my_little_bedroom,
é verdade que o Bairro Alto por vezes pode ser perigoso. Mas isso, é como tudo. A rua onde moro é a mais calma do mundo, e na 3ª feira roubaram-me o rádio do carro. Como tal...

Quando pergutava se não reparavas em nada de familiar nos discos que rodam no meu iPod, estava "apenas" a chamar-te a atenção para os The Legends, que tu referiste teres descoberto recentemente no "pássaro-azul". Estava como que a sublinhar a "coincidência".

Já que falas dos Sunshine Underground, deixa-me dizer-te que o álbum surpreendeu-me pela positiva. Os singles eram simpáticos, mas pouco mais...
Os KUDU são fabulosos.

Amigo, continua a "bloggar" que a Blogosfera precisa de "miúdos" com o teu entusiasmo.
E, já sabes, conto ver-te no Incógnito em Outubro. Não importa se ainda não tens 18 anos. Desde que não apareças com nenhuma t-shirt dos Limp Bizkit ou dos Korn vestida, não vais ter problemas na porta...eh eh...
Abraços

My_Little_Bedroom disse...

Os Sunshine Underground surgiram agora de repente com os EMAP e os WRM e, com algumas rotações, o disco torna-se interessante. Ao vivo serão uma boa banda certamente.

Mais uma vez, obrigado por tudo.
É bom ter conversas amigáveis como esta.

Santé!

PLANETA POP | MIXCLOUD

POSTO-DE-ESCUTA

ARCHIVE

DIREITOS

Creative Commons 

License